Reader Comments

Re: 5 motivos para você fazer massagem peniana

by EDna EDNA BARBOSA COSTA (2020-04-28)

In response to Hello

Massagem peniana é uma prática que difere da massagem tradicional por incorporar a essência tântrica da shakti, que em sânscrito significa energia. Esta forma de massagem trabalha para remover os bloqueios que as pessoas modernas enfrentam, sejam elas físicas, mentais, emocionais, sexuais ou mesmo psicossomáticas.

Você já deve ter ouvido falar em Massagem peniana. Mas, você sabe como e por quais motivos ela é tão benéfica para a sexualidade?

A técnica, originária da Índia e com mais de 5.000 anos de existência, é mais que uma massagem convencional. Seu objetivo não é relaxar os músculos e aliviar tensões do dia a dia, mas sim excitar o sensorial do corpo inteiro, promovendo um novo entendimento do prazer.

 

Embora tenha um caráter erótico, a Massagem peniana não é apenas um momento de estímulo sexual: ela funciona como excelente estratégia terapêutica para o processo de autoconhecimento, ajudando a superar traumas, bloqueios e inibições.

Saiba como experimentar esse precioso recurso e entenda porque a prática revoluciona o conceito de prazer — tanto para quem faz quanto para quem recebe a massagem!

Redescoberta da sexualidade

Pare um instante para lembrar como a percepção de sua sexualidade foi construída, através da cultura e das orientações que recebeu, especialmente na adolescência.

Cuidados para evitar uma gravidez indesejada, bem como doenças sexualmente transmissíveis, sempre estiveram em evidência nessas abordagens iniciais, não é verdade? É claro que tais informações são necessárias. Porém, por vezes, elas são tão onipresentes que cedem pouco espaço para conversas mais sintonizadas com a descoberta do prazer.

Com o tempo — e vivência prática — passamos a explorar o corpo e compreendemos o que nos excita e estimula nossa libido. Essa parte do percurso, porém, é muito mais intuitiva e depende do que nos permitimos, depois de recebermos tantas recomendações sobre os perigos do sexo.

Em geral, centramos nossa experiência nas zonas erógenas mais óbvias, atribuindo o ápice da satisfação sexual aos órgãos genitais, já que através deles atingimos o orgasmo.

A essência da Massagem peniana propõe uma revisão nessa ideia. Ela entende que o corpo inteiro é um convite ao prazer.

Portanto, seu objetivo é provocar novos estímulos, tanto para homens quanto para mulheres, expandindo a compreensão da sexualidade, num verdadeiro processo de conexão com os potenciais inexplorados do corpo.

Diferente de massagens relaxantes tradicionais, a Massagem peniana privilegia toques muito sutis, despertando uma original relação sensorial.

Existem profissionais qualificados, que dominam as técnicas e sabem conduzir as sessões de massagens como legítimas terapias.

É importante destacar que, nesses casos, não estamos falando de situações que envolvam o ato sexual. O que o profissional realiza é um ritual de estímulos, que conduzem a uma inédita empatia com o próprio corpo.

Entenda da seguinte forma: enquanto o psicólogo pode lhe ajudar no processo de autodescoberta psíquica, o massoterapeuta tântrico auxilia no autoconhecimento através do corpo, incitando sensações e emoções reprimidas ou desconhecidas.

A renovada consciência do corpo resulta em prazer. Imediato, mas também contínuo, uma vez que pontos adormecidos foram ativados.

Como o êxtase corporal dá abertura à vivência da sexualidade, é natural que, depois das massagens, homens e mulheres tenham, com seus parceiros, momentos de intimidade mais prazerosos, plenos e libertos de amarras. Os relatos de quem experimenta a técnica são bem enfáticos nesse sentido: a vida sexual atinge uma qualidade ímpar!

Embora o conhecimento pleno das técnicas exija aprofundamento — aliás, existem muitos cursos e workshops que podem auxiliar para atingir tal entendimento — você pode experimentar um “modo básico”, com seu parceiro, como uma estratégia para apimentar a relação e aumentar a sintonia do casal.

Confira nossas dicas!

Na situação ideal, você contará com um futon, já que a Massagem peniana é realizada no chão. Mas nada impede que a criatividade e o improviso deem uma outra solução. Use um colchão comum ou mesmo a cama, desde que se sinta confortável para os movimentos.

Reduza a iluminação, criando um clima mais intimista e aconchegante.

Utilize incenso ou aromatizadores suaves (pode ser uma vela, que também desempenharia a função de iluminar, na medida certa).

Escolha uma música tranquila e deixe tocando ao fundo, em volume baixo, só para ajudar a compor o momento.

Nenhum estímulo deve ser maior que o sentido do tato, protagonista da massagem. Pense em todos esses elementos como cenário: eles não devem roubar a cena!

Nada de pressa! Não existe um tempo a ser cronometrado quando você se propõe à Massagem peniana. Portanto, verifique que a situação escolhida é oportuna para ambos, sem compromissos que possam interromper todo o ritual.

A ideia é que o casal possa se entregar à massagem, esquecendo outras preocupações. A conexão com o corpo pede tranquilidade e exclusividade de atenção.

Você estará cometendo um “erro” se julgar que 15 minutinhos são suficientes. Pense em algo em torno de 1 a 2 horas. É uma média mais equilibrada.

Nada extraordinário: apenas um óleo, para deslizar os movimentos com maior facilidade e, se quiser, alguns lenços e plumas, para explorar sensações de toque.

Procure por um óleo corporal — ou específico para massagens — cujo cheiro não incomode quem faz e quem recebe a massagem. Preferencialmente, algum com aroma muito suave. Lembre que o sentido do tato não deve ser ofuscado por nada que roube sua preponderância.

Ambos devem estar nus e, de frente um para o outro, devem sentar com as pernas cruzadas, em posição de lótus (ou “índio”, como temos o hábito de falar).

Durante um bom tempo, o casal precisa permanecer nessa posição, sem se tocar, apenas trocando olhares profundos, sem nada dizer. A propósito, quanto mais silenciosa for toda a massagem, melhor.

Devem buscar a sintonia entre respirações, entrando num mesmo ritmo e, assim, aguçando a harmonia entre corpos e emoções.

Quando sentirem que estão integrados, podem se aproximar, sempre com muita calma e delicadeza, experimentando abraços e beijos desacelerados e leves.

Depois desse preparo, ambos estarão no clima certo para a massagem propriamente dita.

Quem a receberá primeiro? Não há nenhuma regra. O casal pode se deixar levar e buscar intercalar essa “ordem”. Numa primeira vez, é interessante que aquele que está mais instruído tome a iniciativa.

  • Aquele que irá receber a massagem deve deitar de bruços, enquanto quem a realizará deve buscar uma posição confortável, sentado ou de joelhos — uma sugestão é apoiar um dos joelhos entre as pernas entreabertas do parceiro e o outro, do lado de fora.
  • Espalhe um pouco de óleo nas mãos e comece a tocar o corpo do parceiro, apenas com a ponta dos dedos. Essa técnica é chamada de massagem sensitive.
  • Explore cada parte do corpo, com movimentos extremamente leves e sem a menor pressa.
  • Experimente variar as formas dos movimentos, para que não se tornem previsíveis. Em círculos, de cima para baixo, amplos, dedilhados… Enfim, concentre-se em surpreender quem recebe a massagem, com a maior variedade de estímulos possíveis.
  • Caso tenha separado os apetrechos sugeridos no item 3 de nossa lista, utilize-os, se sentir que serão agradáveis. Ou tente o toque com os cabelos, sempre lembrando que, quanto mais sutil for o contato, mais potente a sensação.
  • Depois, quem recebe a massagem deve virar de lado e receber mais estímulos nessa posição.
  • Após explorar os dois lados, peça que o parceiro fique de frente. Siga no mesmo ritmo, sempre buscando manter o silêncio.
  • Num primeiro momento, não toque os genitais. A excitação será maior. Essa demora proposital, quanto ao toque nas zonas erógenas principais, é o grande segredo para orgasmos mais longos e intensos.
  • Por fim, chegue aos genitais e mantenha o tato gentil, como fez nas demais partes do corpo. Não deve ocorrer penetração. É possível que tanto o homem quanto a mulher gozem nesse momento. O ideal seria não parar a Massagem peniana por aí! Especialmente no caso das mulheres — que podem ter orgasmos múltiplos num curto intervalo de tempo — a continuação dos estímulos pode ocasionar níveis de prazer inigualáveis!

Casais que praticam a Massagem peniana estabelecem uma intimidade, sintonia, cumplicidade e conexão muito superior. Além, claro, de uma vida sexual bem mais interessante e prazerosa.

Mas, além de redefinir os conceitos sobre a intensidade do prazer, a Massagem peniana traz outros benefícios, tais como:

auxilia em casos de vaginismo;
é uma alternativa eficaz para combater a ejaculação precoce;
reduz a ansiedade, o estresse e a depressão;
alimenta a autoestima;
eleva o autoconhecimento;
diminui inseguranças quanto ao corpo e ao relacionamento;
ajuda em tratamentos de traumas, que impactam na vida sexual;
estimula a libido.

Ao tornar a Massagem peniana parte de sua vida, é provável que você reinterprete o papel da sexualidade em sua saúde física e mental. Sexo está intrinsecamente ligado à sua felicidade e realização pessoal — e, na prática, isso fica bastante evidente.

Invista num próximo passo! Que tal experimentar a terapia sexual? Ela conduzida por sexólogos, que são profissionais com formação em psicologia e especialistas em sexologia.

Se procuramos terapias para vivermos melhor, com menos bloqueios e maior plenitude, por que não buscar alguém com conhecimento específico numa área tão relevante para nossa autossatisfação? Aprimorar o desenvolvimento da sexualidade trará inúmeros reflexos para qualidade de vida. Aposte nisso!

Interessou? Veja como você pode agendar uma consulta com um sexólogo online e, na comodidade de sua casa, receber um atendimento extremamente qualificado, com todo respeito à sua privacidade.